Congregação das Irmãs Franciscanas

de Nossa Senhora das Vitórias

NOTÍCIAS

PARTILHA

Visita Fraterna da Irmã Superiora Geral aos Açores

Foi com imensa alegria que acolhemos, pela primeira vez, a Visita Fraterna da Irmã Cacilda, Superiora Geral da nossa Congregação.

Não é fácil descrever os 15 dias que a Irmã Cacilda esteve entre nós, na comunidade. Vou sintetisar o mais mais possível que puder. Vou seguir um calendário:

No dia 01 de de Dezembro de 2022, fomos buscar a Irmã Cacilda ao aeroporto de Ponta Delgada, já era noite, a paisagem de Ponta Delgada não foi tão bonita como se fosse em pleno dia.

A vista fraterna da Irmã Cacilda teve como objetivo, conhecer e estar com as Irmãs desta comunidade, fazer o seu retiro anual e descansar um pouco depois de muitas tarefas, ao longo do ano, na Congregação.

No dia 02, pelas 10:30 horas, houve um momento para o habitual protocolo apresentação e saudação, de parte a parte; Provedor, Dr José Carlos Carreira com os membros da Direção da Santa Casa da Misericórdia de Nordeste, a Irmã Cacilda e a Irmã Olguette. Em seguida foi o almoço servido na Casa do Trabalho, Valência com Idosos Jardim de Infância, ATL e jovens desprotegidas da família.

No dia 08, Solenidade da Imaculada Conceição, fomos todas convidadas pela Drª Cláudia, secretária da Direção da SDM, para acompanhá-la à inauguração do afamado Presépio da freguesia da Achadinha. Após a inauguração a Drª Cláudia, mostrou alguns lugares turísticos do Concelho de Nordeste: Ribeira dos Caldeirões, santuário de Nossa Senhora do Pranto, miradouro –Vigia da pesca da baleia e regresso a casa.

No dia 09, foi-nos proporcionado a carrinha da Santa Casa, com o motorista e a esposa, que se encontravam de férias, para nos acompanharem e mostrar alguns lugares mais turísticos da Ilha. Saímos de Nordeste pelas 09:00 horas, passando pelos miradouros “Ponta do Sossêgo e Ponta da Madrugada”, Faial da Terra, aldeia que se parece com um presépio, Vila da Povoação, Furnas, aqui fizemos uma paragem demorada para visitar as caldeiras vulcânicas e almoço. Foi um almoço típico, tradicional, o afamado cozido nas caldeiras das Furnas. Após o almoço fomos ao local onde se faz o cozido, Lagoa das Furnas. A Irmã Cacilda teve a sorte e a alegria de ver, ao vivo, como se faz o cozido na caldeira e retirar as panelas da caldeira. A foto vai mostrar o segredo. Seguimos o percurso da viagem, visitamos o santuário da Senhora da Paz onde tem uma bela paisagem vista da capela pata toda vila e o ilhéu da Vila Franca. Continuando a viagem visitámos a Lagoa do Fogo, situada no cimo da montanha da cidade da Ribeira Grande.

Descemos a montanha em direção a Ponta Delgada, cidade principal da ilha, Aqui visitámos o Santuário de Nossa Senhora da Esperança, onde se venera, com muitíssima devoção a imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres, cuja festa, com procissão, é conhecida e participada, não só pelos residentes açorianos como também por estrangeiros e (muito especial pelos açorianos) emigrados no Canadá e Estados Unidos.

No regresso a Nordeste passámos pela Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Conceição cuja festa tinha sido celebrada no dia anterior. A igreja estava ornamentada com belas flores. Parecia um céu aberto. As fotos que terão oportunidade de ver concretizarão o que foi descrito nestas simples palavras.

Terminámos esta jornada turística com a participação na santa Missa da Paróquia da Vila de Nordeste precisamente a iniciar pelas 18:00 horas. Não podia ser, nem correr melhor o dia dedicado ao passeio turístico. Tivemos bons guias.

No dia 11, foi dia de grande alegria pela chegada da Irmã Alda Miranda para fazer parte e completar a nossa comunidade, e ser integrada no Lar dos Idosos da SCM, no campo da Pastoral do Idoso.

No dia 13 a Irmã Alda, a Irmã Superiora Geral e a Irmã Olguete tiveram o primeiro encontro com o Provedor e a secretária da Direção. Em seguida participámos na missa e almoço da festa de Natal dos Idosos do Centro de Dia, onde a Irmã Lúcia faz voluntariado, na freguesia da Achada.

Neste mesmo dia a Irmã Cacilda reuniu as Irmãs para um encontro fraterno e reflexão sobre alguns pontos do Cap, Vida Fraterna das nossas Constituições e do Cap. da Superiora local. Assim com esta reflexão, incentivou as Irmãs a viverem, com entusiasmo e alegria, a vida fraterna como pessoas consagradas ao Senhor.  Assim terminou a Irmã Cacilda a sua visita fraterna esta comunidade.

Nordeste, 20 de Dezembro de 2022

Irmã Olguete

PARTILHA